Queda do Bitcoin: especialistas da Convex mostram como lidar e o que esperar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O preço do Bitcoin registrou queda expressiva nas últimas semanas, aumentando a preocupação de parte dos investidores e causando uma série de discussões nas redes sociais.

Desde o último dia 9 de junho, a desvalorização do BTC atingiu 30%, passando da faixa dos US$ 30 mil para US$ 20 mil. No ano, a principal criptomoeda do mercado acumula baixa de 55%.

Durante live realizada no dia 14 de junho, Richard Rytenband, CEO da Convex Research, Thata Saeter, CMO, e Edilson Osório, CTO, traçaram um panorama do mercado de criptomoedas e da recente desvalorização de preços.

Utilizando o gráfico de preços do BTC, Rytenband destacou que há algum tempo vem se formando uma janela de oportunidade de médio prazo.

“Com essa queda recente, a distorção é tamanha que o Bitcoin começa a se aproximar do movimento visto no final de 2018, com as pessoas capitulando [termo usado para desistência, algo como ‘jogar a toalha’]”, afirmou.

O CEO da Convex afirmou que o mercado não deve tentar cravar topos e fundos, mas sim trabalhar com os fundamentos.

“Não tem como adivinhar preço. Estamos lidando com o mercado mais volátil do planeta. A análise técnica funciona boa parte do tempo, mas vai ter momentos que não vai funcionar. Por isso é preciso trabalhar com janelas de oportunidades, seja para reduzir, aportar ou zerar posições”, destacou.

Edilson Osório lembrou que muitos investidores “não aguentam” a volatilidade dessa classe de ativos e acabam sofrendo muito com quedas como essa.

“O mercado cripto é muito volátil. Essas ondas vão e vem. Muita gente está enfrentando uma queda como essa pela primeira vez. Quem entrou neste mercado em 2017 ou 2018 já está um pouco mais ‘calejado’”, afirmou.

Para ele, os investidores devem focar nos fundamentos e evitar olhar apenas o preço. “Tem muita gente que comprou na alta e está desesperada. Experimenta tirar o zoom do gráfico [para ver um período maior e entender o contexto geral]”, afirmou.

Thata Saeter também lembrou a importância de uma exposição convexa e controlada.

“O CFM (Cripto Fragility Model) [relatório da Convex focado em criptomoedas] mostra a importância do gerenciamento de riscos. Não é preciso estar 100% investido ou totalmente fora. Você pode ter uma exposição ajustada para limitar as perdas, colocando um percentual adequado dentro da sua carteira de investimentos”, afirmou.

Assista à live na íntegra:

Receba nossa

Newsletter

Novidades e informações importantes sobre a Convex

Relacionados

Cryptos

8 fatos e curiosidades sobre os NFTs

Provavelmente você já viu a sigla NFT em alguma de suas redes sociais, seja atrelado a memes ou a notícias sobre tecnologia ou mercado financeiro.

Preserve o Seu Patrimônio

Seja um Assinante Convex

Entre em contato para saber mais sobre nossas soluções e ferramentas para que você se torne um investidor global.