Pesquisar
Close this search box.

Milei vence na Argentina:  como ele está recebendo o país e quais os maiores desafios?

Javier Milei venceu as eleições presidenciais da Argentina com 56% dos votos no último domingo (19).  Agora, é importante analisarmos como Milei está recebendo a administração do país, que enfrenta uma grave crise econômica, com a inflação ultrapassando os 120% apenas em 2023.

“O modelo de decadência chegou ao fim, não há como voltar atrás”, disse Milei em discurso logo após a divulgação oficial do resultado..

De acordo com o analista-chefe da Convex Research, Richard Rytenband, entre os principais desafios que a nova administração deve enfrentar é o fato de que as reservas internacionais líquidas da Argentina estão em território negativo, com cerca de US$ 20 bilhões em pagamentos de importações em atraso.

Para mostrar a dimensão do problema, se Milei quisesse dolarizar a economia rapidamente, convertendo todos os pesos em circulação para dólar (na mesma quantidade das reservas internacionais do país) ainda faltaria US$ 65 bilhões, segundo as estimativas da Bloomberg Economics.

Outros 2 pontos de atenção que foram apontados por Rytenband: para conseguir dolarizar a economia argentina, o presidente eleito precisará  aumentar as exportações e ainda terá a difícil tarefa de atrair capital estrangeiro para o país, que tem um histórico de mau-pagador nas últimas décadas.

O próprio candidato eleito reconheceu os desafios que deverá encarar ao longo dos próximos anos. “Temos problemas monumentais pela frente: inflação, falta de trabalho e pobreza”, disse ele. “A situação é crítica e não há lugar para meias medidas mornas”, afirmou.

Receba nossa

Newsletter

Novidades e informações importantes sobre a Convex

Relacionados

Preserve o Seu Patrimônio

Seja um Assinante Convex

plugins premium WordPress

Entre em contato para saber mais sobre nossas soluções e ferramentas para que você se torne um investidor global.