Alta do Ibovespa no ano: fique atento aos sinais e cuidado com as armadilhas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Depois de cair quase 12% em 2021, o Ibovespa, principal índice da bolsa de valores brasileira, começou 2022 em alta e acumula valorização de 7,48% até o fechamento da última quinta-feira (3).

Mas será que esta alta no preço das ações brasileiras é sustentável? O investidor que se animar com essa valorização e comprar poderá ter bons lucros no futuro?

Para responder a essas perguntas é importante avaliar o cenário mais amplamente e entender as etapas do ciclo do mercado acionário. Richard Rytenband, economista e CEO da Convex Research, destaca que a bolsa brasileira segue na transição de um grande ciclo de alta para um ciclo de baixa.

Isso significa que esta alta recente no preço das ações não deve ser encarada como uma oportunidade de compra para o longo prazo, já que a tendência é de que o preço das ações brasileiras comece a cair.

Este tipo de movimentação de curto ou curtíssimo prazo é comum e muitas vezes acaba atraindo o investidor para uma espécie de armadilha do mercado. É o famoso “canto da sereia”.

 Animado com a alta recente e crente de que o preço dos papéis vai continuar em trajetória ascendente, muitas pessoas decidem que é hora de comprar e aproveitar a valorização.

A decisão normalmente é tomada com ajuda do efeito manada: o investidor percebe que muitas pessoas estão comprando, os preços estão subindo e ele não quer ficar de fora desse movimento.

 O pensamento do investidor que segue essa lógica é o seguinte: “Se essas pessoas estão indo nesta direção, algum bom motivo elas devem ter”.

Assim como acontece em uma manada, ele resolve correr no mesmo rumo da maioria para tentar aproveitar o movimento e obter alguma vantagem.

Ao agir desta maneira, a pessoa se esquece dos fundamentos e pensa apenas na oscilação diária do preço dos ativos. Ele deixa de avaliar todos os riscos envolvidos e negligencia as fragilidades atuais do mercado.

Sua exposição torna-se côncava – com muito a perder e pouco a ganhar – e está criado o cenário perfeito para perdas, que podem ser bastante dolorosas.

Para conseguir preservar o seu capital e obter ganhos consistente no longo prazo, é necessário ter uma exposição convexa, diminuindo e limitando ao máximo os seus riscos e ampliando as chances de ganhos, que podem até ser ilimitados.

Seus investimentos estão ajustados com o cenário macroeconômico e você possui uma exposição adequada aos grandes ciclos?

Em fevereiro, a Convex abre as suas assinaturas anuais para novos assinantes. Faça parte da comunidade de investimentos mais bem preparados do país! Garanta sua vaga, inscreva-se na lista de espera e receba seu no e-mail: http://assinaturas.convexresearch.com.br

Receba nossa

Newsletter

Novidades e informações importantes sobre a Convex

Relacionados

Preserve o Seu Patrimônio

Seja um Assinante Convex

Entre em contato para saber mais sobre nossas soluções e ferramentas para que você se torne um investidor global.