insights

A import√Ęncia do conhecimento de base para o investidor

02.Outubro.2020

As perdas no Tesouro Selic que assustaram os investidores. A alta do dólar e o “empobrecimento” em termos globais daqueles que que não se protegeram. Os impactos da situação fiscal brasileira nas principais classes de ativos.

Todos estes exemplos atuais mostram a importância do conhecimento de base para que os investidores possam montar um portfólio convexo, capaz de proteger dos solavancos da economia e dos ciclos de mercado.

Por isso, explicar os cenários econômicos de maneira clara, mostrando como os investimentos são afetados, está entre os princípios dos relatórios Visa Ações e CFM (Cripto Fragility Model), da Convex Research.

“Você precisa de conhecimento de base para entender como funciona o ecossistema da renda fixa, ações, criptomoedas e de todas as outras classes de ativos”, afirma Richard Rytenband, economista e CEO da Convex Research.

Os relatórios se propõe a apresentar uma série de conceitos que estão presentes no nosso dia a dia, mas que a maioria das pessoas ainda não conhece.  No Visa Ações, por exemplo, há uma seção com esse foco.

Questionamentos como “O que faz uma economia crescer no curto prazo ou no longo prazo?”; “Quando começa a nascer uma futura recessão econômica?” e “Como os governos podem lidar com uma depressão da economia” são respondidos pela equipe de analistas da Convex, possibilitando que o assinante do relatório assimile e utilize o conteúdo de maneira prática nos seus investimentos.

“Com esse tipo de conhecimento de base, você passa a entender o que está acontecendo no Brasil e no mundo sem depender de ninguém. São informações que todos precisam ter para tomar as melhores decisões”, afirma Rytenband.

Além de todas as informações para que o investidor tenha segurança e conhecimento suficientes para aplicar seu dinheiro, os relatórios também trazem recomendações de investimentos.

“Usamos modelagem matemática lastreada em fundamentos. São modelos que trazem retornos consistentes e que são utilizadas pelos principais fundos quantitativos e por grandes gestores que se provaram no tempo”, afirma o CEO da Convex Research.

Com esses modelos e uma análise sólida do mercado, a Convex adota uma postura de investimentos convexa, que procura em primeiro lugar garantir a sobrevivência do investidor nos cenários de maior turbulência – como o que vimos no começo deste ano.

A partir daí, os modelos buscam assimetrias que possam trazer ganhos consistentes e de longo prazo.

Seguindo esta linha de atuação, os resultados se mostram bem acima da média do mercado. No acumulado do ano, o portfólio Global da Convex, que reúne recomendações dos relatórios Visa Ações e CFM, além de commodities e reserva de valor, registrou valorização de 69,89% (em reais, até o dia 28/09).

Considerando apenas o Visa Ações, o retorno foi de 35,09%, enquanto o CFM rendeu 140,36% em 2020 (também até o dia 28/09).

Tanto o Visa Ações quanto o CFM abrem nesta segunda-feira (5 de outubro) a última oportunidade do ano para receber novos assinantes. 

O link para aquisição da assinatura anual será enviado diretamente no e-mail, clique aqui para fazer parte da lista de espera e ter a chance de fazer parte ainda este ano da comunidade de investimentos mais bem preparada do país. 

 

 

 

 

 

Banner Insights

Convex

Receba nossa Newsletter

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.
Ver Política de Privacidade