insights

Bitcoin atinge máxima em reais, e desponta como importante reserva de valor

21.Outubro.2020

O bitcoin atingiu sua máxima histórica em reais nesta quarta-feira (21), chegando a ser negociado a R$ 71.750, uma alta de mais de 7% na comparação com o dia anterior. 

O preço em dólares está na faixa dos US$ 12.700, mas ainda não atingiu a máxima histórica dos US$ 20 mil.

O recorde de hoje supera o preço da criptomoeda no final de 2017, quando chegou a valer R$ 69.950. Naquele momento, no entanto, o bitcoin estava no final de um ciclo de alta, diferente do que acontece agora.

A tendência do ciclo de alta do Bitcoin, e de sua importancia como uma reserva de valor no portfólio, foi alertada pela Convex Research desde o inicio de 2019. 

PayPal anuncia compra com criptomoedas

O anúncio de que a PayPal vai passar a aceitar o uso de criptomoedas para compras nos mais de 26 milhões estabelecimentos integrados a sua rede de pagamentos eletrônicos também entusiamou o mercado de criptoativos. 

A empresa ainda disse que vai permitir que os clientes comprem, vendam e armazenem bitcoins e outras criptomoedas usando suas carteiras virtuais.

Atualmente, a PayPal tem 346 milhões de contas ativas no mundo. Somente no segundo trimestre deste ano foram processados mais de US$ 222 bilhões em pagamentos.

O Bitcoin vem conquistando cada vez mais adesão, seja como investimentos ou meio de pagamento.

Até mesmo governos começaram a incluir a criptomoeda no rol de ativos aceitos para pagamentos de impostos - caso dos estados de Ohio, nos EUA, e Ontario, no Canadá. Na Suiça, a cidade de Zug, conhecida como o vale das criptomoedas, passou a aceitar bitcoin para o pagamento de tributos.

É preciso se atentar aos fundamentos

A alta de preços e a quebra de recordes como o de hoje costumam atrair investidores que vislumbram ganhos rápidos e fáceis no mercado financeiro - principalmente no volátil mundo das criptomoedas.

No entanto, especialistas destacam que é um erro decidir comprar ou vender qualquer ativo baseado apenas no seu preço. O mais importante é entender os fundamentos e fazer uma análise rigorosa antes de investir, caso contrário as chances de perdas são grandes.

No mercado de criptomoedas, a necessidade de ter uma exposição controlada e baseada em fundamentos fica ainda mais evidente por conta das grandes oscilações. “As criptomoedas são a classe de ativos mais volátil do planeta. Por isso, é preciso se expor da maneira correta”, diz Rytenband.

O economista também é criador do CFM (Cripto Fragility Model), relatório que adota uma modelagem específica para criptomoedas, baseado nos conceitos de antifragilidade e utilização de inteligência artificial para mapeamento do sistema. O CFM usa a tecnologia de Big Data (grandes quantidades de dados) para coletar e analisar milhares de informações do ecossistema de cada criptomoeda.

 

 
Banner Insights

Convex

Receba nossa Newsletter

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.
Ver Política de Privacidade