insights

Dados da Bolsa de Chicago indicam janela de exposição ao dólar

11.Junho.2021

Proteger o patrimônio da desvalorização cambial é fundamental, principalmente em um mundo globalizado como atualmente. Há exatos 10 anos, o dólar valia R$ 1,60,  menos de um terço do que a cotação atual da moeda-norte americana.

Isso quer dizer que investidores que não tinham parte do seu patrimônio dolarizados, viram seu capital ser reduzido a um terço do valor em termos globais durante este período.

Você pode até se perguntar os motivos de dolarizar seus investimentos e a resposta é clara. Não podemos esquecer de que uma boa parte do que consumimos tem influência do dólar em seu preço. A alta impacta no custo de diversos produtos, principalmente no atacado, e isso pode ser visto claramente na disparada do IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado), que subiu mais de 30% em 12 meses.

Isso sem contar nos produtos que adquirimos e que são diretamente importados, tais como: equipamentos eletrônicos, veículos, roupas, calçados, alimentos e uma série de outros.

Além disso, as viagens internacionais de lazer, negócios ou estudos também ficam mais caras – e em alguns casos, até inacessíveis - se você não tiver uma proteção adequada da sua carteira com ativos em dólares.

Dito isso, é importante destacar o momento atual da moeda norte-americana em relação ao real. Após meses em forte alta, a queda recente se tornou uma boa janela de oportunidade para exposição do patrimônio ao dólar, de acordo com o economista Richard Rytenband, CEO da Convex Research.

“Na semana passada, as apostas na alta do Real (ou seja, na queda do dólar x real) dispararam para o maior patamar dos últimos anos no Chicago Mercantile Exchange (CME), maior mercado de derivativos do mundo. A última vez que isso ocorreu foi em meados de 2019, que foi uma interessante janela de exposição”, afirma.

Veja abaixo o gráfico que mostra esse movimento:


De acordo com Rytenband, outra ocasião em que isso ocorreu foi no final de 2017, bem na época que se iniciava o atual ciclo de desvalorização da moeda.

“Os mais antigos do mercado costumavam dizer que quando todos seguem para o mesmo lado do barco, ele vira. De uma forma mais moderna, chamam isso de “crowd trade” (trade da manada), quando todos estão pensando a mesma coisa e se expondo da mesma forma”, destaca.

Se você já percebeu a importância de dolarizar seus investimentos, mas não sabe como fazer isso, é importante deixar claro que investir em ativos negociados nos Estados Unidos nunca foi tão simples.

Se antes a parte operacional era um entrave, atualmente, existem corretoras que possibilitam acesso ao mercado norte-americano de maneira descomplicada e rápida. 

Banner Insights

Convex

Receba nossa Newsletter

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.
Ver Política de Privacidade