insights

Personalidades do mercado: Elon Musk, o vision√°rio CEO da Tesla

30.Novembro.2020

“Quando Henry Ford produziu carros baratos e confiáveis, as pessoas falaram: ‘Não precisamos disso, nós temos cavalos’. Ele fez uma grande aposta, e funcionou” 

A frase acima é de Elon Musk, CEO da fabricante de veículos elétricos Tesla, considerada uma das empresas mais inovadoras da atualidade.

Assim como Henry Ford, que apostou no início do século XX que os veículos automotores substituiriam os cavalos, Musk aposta há um bom tempo que os veículos elétricos vão substituir os modelos atuais, movidos a gasolina, etanol e diesel.

Mas apesar de ser muito conhecido por estar à frente da Tesla, a jornada de Musk  como empreendedor começou bem antes disso.  Ele nasceu em Pretória, capital da África do Sul, em 1971, onde passou a infância e a adolescência.  

Filho de uma canadense e de um sul-africano, Musk adorava programação de computadores e aprendeu a desenvolver sistemas com apenas 10 anos.  Aos 12, criou um videogame que vendeu para uma revista especializada por US$ 500.

 Musk mudou-se para o Canadá pouco antes de completar 18 anos, em 1989, quando iniciou a graduação na Queen's University, na cidade de Ontário. Em 1992 ele transferiu os estudos para a Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, onde obteve graduação em física. Também formou-se em economia pela Wharton School of Business.

Em 1995, ele mudou-se para a Califórnia e no ano seguinte fundou sua primeira startup, a Zip 2, empresa de guias urbanos online criada em parceria com seu pai e seu irmão. Em pouco tempo de existência, a empresa conseguiu captar mais de US$ 3 milhões. Três anos depois ele vendeu a Zip 2 por cerca de US$ 22 milhões.

Neste mesmo ano ele fundou a X.com, uma espécie de banco on-line que um ano depois anunciou fusão com a concorrente Condinity, dando origem ao PayPal.

O sistema de pagamentos inovador fez um enorme sucesso e o PayPal foi vendido em 2002 para o e-Bay, por US$ 1,5 bilhão. Deste valor, Musk recebeu US$ 165 milhões.

Com parte do dinheiro ele fundou a SpaceX, em maio de 2002, empresa que desenvolve e fabrica veículos de lançamento espacial e da qual Musk é CEO e CTO (Chief Technology Officer) atualmente.

A SpaceX vem ganhando cada vez mais visibilidade com seus veículos de lançamento da família Falcon e as cápsulas espaciais Dragon, desenvolvidas para levar carga ou tripulação para a órbita terrestre. Em outubro deste ano, o foguete Falcon 9 foi o responsável por carregar os 60 novos satélites Starlink até a órbita da Terra.

Entre os grandes objetivos de Musk com a SpaceX está a viagem ao planeta Marte, algo que ele pretende conseguir ainda nesta década.  "Das duas, uma: ou somos uma espécie multiplanetária e exploramos o universo ou somos a espécie de um planeta só, esperando uma eventual extinção", disse.

 Em 2004, poucos meses após criar a SpaceX, Musk entrou como principal investidor da Tesla, companhia fundada seis meses antes pelos engenheiros Martin Eberhard e Marc Tarpenning. Após o investimento, ele tornou-se presidente do Conselho de Administração da empresa e alguns anos depois, em 2008, assumiu como CEO.

A Tesla vem surpreendendo o mercado com veículos elétricos com tecnologia AutoPilot, que permite a condução com cada vez menos necessidade de intervenção humana. Apenas em 2020, as ações da empresa se valorizaram mais de 580%.

Hyperloop

Além da Tesla e da SpaceX, Elon Musk tem outro projeto que envolve alta tecnologia e inovação. É o Hyperloop, um conceito de cápsulas transportadas a grande velocidade ao longo do tubo de baixa pressão. De acordo com a empresa, as cápsulas poderão atingir velocidade de até 1.200 km/h, o que permitirá viajar de Los Angeles e São Francisco em apenas 35 minutos.

O projeto segue com testes em andamento e concorre com o hyperloop que está sendo desenvolvido pela Virgin, outra empresa inovadora comandada pelo bilionário Richard Branson.

Segundo mais rico do mundo

A forte valorização das ações da Tesla este ano fez com que a fortuna de Elon Musk disparasse em 2020, passando de US$ 7,2 bilhões no início do ano para US$ 136 bilhões na última quarta-feira (25). De acordo com a Bloomberg, cerca de 75% do patrimônio de Musk é composto por ações da fabricante de automóveis. A maior parte dos outros 25% são ações da SpaceX.

Com a forte ascensão do seu patrimônio, Musk desbancou Bill Gates, co-fundador da Microsoft, e tornou-se a segunda pessoa mais rica do mundo, atrás apenas de Jeff Bezos. O CEO da Amazon possui uma fortuna estimada em US$ 183 bilhões.

 

 

 

 

 

 
Banner Insights

Convex

Receba nossa Newsletter

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.
Ver Política de Privacidade