insights

Resenha do livro: Trading Chaos

03.Agosto.2021

Introdução

“You either get Bill Williams or you don't. I have found his writings, and this book in particular, to offer a lot of excellent actionable concepts. Some of his concepts may seem esoteric, but his technical indicators are pure gold. If you don't mind getting your hands dirty, you will be rewarded”

Comentário feito por um dos leitores do Trading Chaos.

 

Bill M. Williams é um lendário trader, criador de métodos próprios de análise e trading baseado em sua experiência, conhecimento técnico e matemático. Dentre suas criações, destacam-se o os sinais advindos da combinação de MFI + Tick Volume e o indicador de seguimento de tendências, Alligator, com a premissa  de que o mercado se movimenta lateralmente entre 70% e 85% do tempo, enquanto as tendências (responsáveis pela maior parte do resultado dos investidores) se desenvolvem em apenas 15% a 30% do período.

A 1º e 2º edição do Trading Chaos possuem diferenças significativas. Portanto, caso se interesse em ler na íntegra, sugerimos a leitura de ambas as edições.

 Lucrar é simples, mas não é fácil

“A relação com a mente é mais importante para criar vencedores e perdedores, do que estratégias de trading

Como um dos primeiros adeptos da psicologia de mercado, o autor dedica os primeiros capítulos do livro a aspectos psicológicos e comportamentais, descrevendo as razões pelais quais muitos investidores fracassam.

Logo depois, é apresentada a teoria do caos como modelo de organização. A natureza e o cérebro humano são caóticos, portanto, é de se esperar que os mercados também sejam. Ao contrário do que muitos pensam, o caos, abordado no livro, se a refere a um nível diferente e mais alto de ordem, o problema é que fomos ensinados a enxergar o mundo através de um padrão linear e temos dificuldade para entender os sistemas dinâmicos complexos. A irregularidade e o caos fazem parte desses sistemas complexos.

Os trades que fazemos, diz o autor, são o resultado do nosso sistema de crença e a forma como visualizamos o mercado. Por isso, preparar a mente antes de ir para a batalha é essencial.

Como ler o mercado – 1º edição

O primeiro elemento de estudo é um candlestick (imagem abaixo), uma figura simples, mas com muita informação contida em si. O entendimento chave está em analisar a relação entre a abertura e o fechamento comparado ao ponto máximo e mínimo da barra. O candlestick é uma ótima ferramenta para informar o “humor” do mercado.

  • A abertura (open) mostra o ponto de equilíbrio entre compradores e vendedores no início do período, enquanto o fechamento (close) nos diz o equilíbrio no final do período.
  • O preço máximo (high) é o ponto mais alto sustentado pelos bulls, enquanto o preço mais baixo indica o momento de perda de força dos bears.

 

Uma forma simplória de visualizar a tendência atual de mais longo prazo é comparando a barra mais recente com a barra anterior (mesmo intervalo de tempo). Nos exemplos abaixo, a primeira figura (+) mostra o ponto central da barra atual acima do topo da barra anterior, um sinal de tendência de alta. Na terceira imagem, o ponto médio da barra atual está abaixo da mínima da barra anterior, indicando provável tendência de baixa.

Uma verdade conhecida por muitos é que a melhor maneira de lucrar no mercado é seguindo tendências. Mas a grande dificuldade é encontrar pontos de inflexão de tendência. O autor sugere observar o volume, em especial o tick volume, que é o número de mudança de preços ao longo de um período como um ótimo instrumento para visualizar pontos de mudança. Geralmente, quando um candle apresenta tick volume superior ao candle anterior (10% acima), significa que players antes ausentes do mercado estão entrando, elevando o volume, consequentemente aumentando o momentum e então gerando reversões de tendência.

            Para obter maior precisão na leitura de tendências e reações futuras do mercado frente as mudanças no volume, o autor desenvolveu o MFI - Market Facilitation Index. O número absoluto do MFI não possui valor. A sua aplicabilidade consiste em comparar o MFI atual com o MFI anterior. O cálculo do MFI é uma medida de disposição do mercado em mover os preços.

Sua fórmula é:        MFI = Range (High – Low) / Volume

 

A mudança no tick volume nos alerta do início de uma nova tendência e o MFI revela a reação do mercado frente as mudanças no volume. Portanto, ao combinar os dois fatores aumentamos a eficiência e lucratividade nas nossas operações. Bill Williams enumerou 4 combinações diferente e como interpretá-las:

+ Tick Volume + MFI   = Green (++)

- Tick Volume - MFI   = Fade (--)

- Tick Volume + MFI   = False (-+)

+ Tick Volume - MFI   =Squat (+-)

Green: é o sinal verde de um movimento do mercado já em andamento. Significa que novos players estão entrando no mercado (mais volume), guiando o preço na direção de movimento das barras.

Squat: é a combinação com maior potencial de retorno. Todas as tendências significativas terminam com um squat, mas nem todo squat significa o fim de uma tendência. São caracterizados por um volume alto, mas pouco movimento de preços.

2º edição do livro

A entrada de novas informações é o que move o mercado. O Alligator é a representação visual criada por Bill Williams responsável por indicar o surgimento e a persistência de uma tendência. Ele é, portanto, uma abordagem para monitorar o momentum do mercado, tendência atual e um sinalizador de reversão da tendência vigente.

A imagem formada pelas 3 linhas do Alligator se assemelha a jugular de um jacaré. A linha verde seriam os lábios, a linha vermelha os dentes e a linha azul a mandíbula do animal.

Cada linha representa uma média móvel suavizada. Em sites como tradingview.com este indicador já está pronto, basca selecioná-lo.

Linha verde: 5 períodos com o deslocamento de 3 barras

Linha vermelha: 8 períodos com o deslocamento de 5 barras

Linha azul: 13 períodos com o deslocamento de 8 barras

Após anos de experiências e diversos testes rodados, para aumentar a probabilidade de acertos é recomendado se manter fora do mercado quando o Alligator está dormindo (períodos em que as 3 médias estão muito próximas) e entrar a favor da tendência quando a sua boca começa a se abrir. Uma tendência existe, de acordo com o indicador, quando as 3 linhas se movem em paralelo. Se a linha verde estiver acima da linha vermelha e esta acima da azul, temos uma tendência de alta.

Sabemos que no mercado nada é tão preto no branco como parece nos livros, ainda assim, Bill William nos ensina a teoria dos 3 sábios para identificar oportunidades assimétricas no mercado.

 

1º Sábio: Encontre uma barra bullish ou bearish divergente

Na imagem abaixo temos uma barra bullish divergente. Perceba como os “bears” estavam no comando, o preço chegou em um patamar bastante baixo, até que os bulls levaram o preço a novas máximas no final daquele período. O que estamos buscando nesta etapa é uma operação contra a tendência.

Antes de realizar a primeira entrada no mercado e partir para a próxima fase, é necessário se atendar a 2 pontos. Primeiramente, a barra divergente deve estar distante da jugular do Alligator. Já o segundo ponto de atenção é quanto ao nível de angulação existente entre as linhas de tendência dos candles e das médias móveis. Perceba na imagem abaixo os 3 elementos presentes: candle bearish divergente, distante do Alligator e formando um ângulo íngreme.

2º Sábio: Observe o Momentum

A primeira entrada no mercado consiste em ir contra a tendência. O que buscamos no 2º estágio é verificar se estamos no caminho correto, para então agir com mais agressividade.

O segundo sinal de entrada é baseado no indicador awesome oscillator – também disponível nas plataformas mais populares. O momentum se move antes do preço. Portanto, não aguardamos uma mudança imediata deste indicador, mas esperamos que ele mude de direção entre 3 a 5 períodos após o aparecimento do candle de reversão do primeiro sábio.

 

3º Sábio: Sinal Fractal

O terceiro estágio é o aparecimento de um sinal fractal bullish ou bearish. Novamente, é importante que o movimento fractal ocorre acima da jugular do Alligator. Em um sinal de compra, o Fractal deveria ser visto acima da linha vermelha e em um movimento de baixa, o Fractal deveria estar abaixo da linha vermelha. A imagem abaixo ilustra o conceito:

Conclusão

Bill Williams foi o fundador do PROFITUNITY Trading Group, considerado o pai da psicologia moderna de trading combinado com a aplicação de análise técnica e teoria do caos no mercado de ações e commodities. Com mais de 60 anos de experiência, Bill ensinou centenas de traders em países de todo o mundo. Seu livro Trading Chaos traz tantos aspectos técnicos quantos psicológicos. No Brasil, seu nome não é tão conhecido e seus livros ainda não foram traduzidos, portanto há uma vantagem para quem se aprofundar em seus escritos e aplicar os seus ensinamentos.

 

 

Banner Insights

Convex

Receba nossa Newsletter

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.
Ver Política de Privacidade