6 lições sobre investimentos para aprender com Howard Marks

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Howard Marks é considerado um dos maiores investidores do mundo. Ele é o fundador da Oaktree Capital, gestora de recursos especializada em ativos de risco e muito respeitada por sua capacidade de entregar resultados consistentes de longo prazo, mesmo investindo em papéis de alta volatilidade.

A filosofia de investimentos que Marks difunde diz muito sobre a noção de ciclos e gestão de riscos. Autor de obras como “The Most Important Thing: Uncommon Sense for the Thoughtful Investor” (2011) e “Mastering the Market Cycle: Getting the Odds on Your Side” (2018), Howard Marks possui ensinamentos que contribuem para o esclarecimento de diversos aspectos na estratégia de um investidor.

Para saber quais são os principais que você deve conhecer e entender, confira a lista que montamos:

1. Tenha um pensamento de segundo nível

De acordo com Howard Marks, um pensamento de segundo nível é aquele que vai além dos consensos, ou seja, vai em busca de uma performance e compreensão acima dos índices médios do mercado.

O investidor que consegue construir uma abordagem intuitiva, adaptável e, principalmente, mais perceptiva, certamente conseguirá atingir o sucesso.

Essa visão, segundo ele, deve levar em conta diferentes fatores, variáveis e possíveis resultados futuros. Portanto, é profundo e complexo, demonstrando que lidar com investimentos é o oposto de simplicidade.

2. Atenção com as influências psicológicas

É de suma importância considerar a possível influência e impacto que fatores psicológicos possam ter sobre o seu comportamento como investidor.

Tão importantes quanto os fatores técnicos, o lado psicológico deve estar posicionado de forma favorável, já que pode afetar diretamente na sua concepção e análise da relação entre preço e valor intrínseco de um ativo, por exemplo.

3. Entenda o papel da sorte

Assim como a volatilidade, a sorte faz parte da dinâmica natural e esperada do mercado financeiro. Então, Marks diz que não se deve atribuir todos os seus resultados às suas habilidades e estratégia.

Esse comportamento pode resultar em um aumento de expectativas que possam deixar sua visão do jogo um pouco distante da realidade e da humildade.

A partir do momento em que se está exposto para a volatilidade do mercado, consequentemente também se expõe à sorte. E esse é um fator que faz parte dos seus resultados, dependendo do cenário.

4. Faça uma estimativa precisa do valor intrínseco de um ativo

Conseguindo realizar uma estimativa precisa do valor intrínseco de determinado ativo -em outras palavras, o seu valor real – é possível chegar perto do preço de compra adequado para o atual momento.

Já que uma das regras de investimento mais antigas consiste na compra de um ativo abaixo de seu valor intrínseco, e venda por um preço acima, Howard demonstra que dessa forma, se consegue criar uma base para a realização de investimentos estáveis, racionais e que possam gerar bons retornos.

5. Entenda, reconheça e controle os riscos

Howard sempre enxergou o futuro como um dos principais objetivos dos investimentos, portanto, enxergá-lo de forma mais cuidadosa se torna indispensável.

Para isso, o investidor deve realizar três passos em relação à sua estratégia: entender qual é o risco, reconhecê-lo em seu contexto e, a partir, saber como controlá-lo da melhor forma.

Em sua visão, a armadilha que atrai a maior parte dos investidores é o medo da perda do capital e não da volatilidade do mercado. Em suas publicações, ele demonstra que é devido a esse tipo de comportamento que durante momentos de crise, muitos se desesperam e acabam tomando decisões imponderadas.

6. Esteja atento aos ciclos, diz Howard Marks

Exemplificando o mercado financeiro como um pêndulo, Howard considera que assim como o comportamento da economia em si, nossa abordagem nos investimentos também se dá em ciclos.

“Na minha opinião, a chave para lidar com o futuro está em saber onde você está, mesmo que você não consiga saber exatamente para onde está indo. […] Saber em que momento você está de um ciclo e o que isso implica para o futuro é muito diferente de tentar prever o futuro”, disse o gestor em um de seus memorandos mais famosos, enviado em 2001 para os investidores da Oaktree.

Inteligente é aquele que sabe reconhecer em qual extremo o pêndulo se encontra – otimista ou pessimista – e, feito isso, toma as decisões a respeito de sua exposição e posicionamento.

Quer investir melhor e proteger seu patrimônio ao longo de gerações?

Em fevereiro, a Convex abre as suas assinaturas anuais para novos membros.

Garanta sua vaga, inscreva-se na lista de espera e receba informações em primeira mão: http://assinaturas.convexresearch.com.br

Receba nossa

Newsletter

Novidades e informações importantes sobre a Convex

Relacionados

Preserve o Seu Patrimônio

Seja um Assinante Convex

Entre em contato para saber mais sobre nossas soluções e ferramentas para que você se torne um investidor global.