Com inflação em alta, BCs elevam juros nos EUA, Brasil e Reino Unido

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Os bancos centrais dos EUA, Brasil e Reino Unido decidiram aumentar suas taxas básicas de juros na tentativa de conter a pressão inflacionária que vem assolando a população destes países.

Na última quarta-feira (16), o Fomc (Comitê de Mercado Aberto, na sigla em inglês) do Fed (Federal Reserve (Fed, o BC dos EUA) aumentou a taxa básica de juros do país em 0,25 ponto percentual, em linha com o esperado pelo mercado. Esta foi a primeira elevação de juros nos EUA desde 2018.

Após o aumento, o Fed ainda sinalizou novas altas em 2022 e destacou que a taxa de juros do país deve encerrar 2022 entre 1,75% e 2% ao ano.

Por lá, a inflação não dá trégua. Em fevereiro, o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) avançou 0,8%. Na comparação anual, a alta foi de 7,9%. Já o núcleo do CPI, que exclui os itens voláteis de alimentos e energia,  subiu 0,5% no mês e 6,4% no ano.

Aqui no Brasil, o Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central) também decidiu aumentar a Selic (taxa básica de juros) na reunião do colegiado encerrada na quarta.

A elevação, de 1 p.p para 11,75% ao ano, ficou em linha com as expectativas do mercado financeiro. Este foi o nono aumento consecutivo da taxa de juros, em uma tentativa do BC de conter a forte alta dos preços no Brasil.

Em fevereiro, o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), que mede a inflação oficial do país, subiu 1,01%, 0,47 ponto percentual acima do registrado em janeiro (0,54%).

Esta foi a maior variação para um mês de fevereiro desde 2015, quando o índice foi de 1,22%, segundo o IBGE.

No ano, o IPCA acumula alta de 1,56% e, nos últimos 12 meses, de 10,54%.

 Em comunicado após o anúncio de alta da Selic, o BC disse que “Caso [os choques de inflação] se provem mais persistentes ou maiores que o antecipado, o Comitê estará pronto para ajustar o tamanho do ciclo de aperto monetário”. Já no Reino Unido, a decisão de juros aconteceu na manhã desta quinta-feira (17).

Por lá, o Banco Central da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) aumentou a taxa de juros em 0,25 ponto percentual, passando de 0,50% ao ano para 0,75% ao ano. Esta foi a terceira elevação seguida de juros no país.  

Receba nossa

Newsletter

Novidades e informações importantes sobre a Convex

Relacionados

Preserve o Seu Patrimônio

Seja um Assinante Convex

Entre em contato para saber mais sobre nossas soluções e ferramentas para que você se torne um investidor global.