Inflação nos EUA é um “fardo” para famílias, diz ata do Fomc

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

A inflação nos EUA foi o assunto de boa parte da última reunião do Fomc, o comitê de política monetária do banco central norte-americano, realizada há três semanas.

O termo “inflação” foi mencionado 73 vezes na ata da reunião divulgada nesta quarta-feira (16), com os diretores dizendo que os aumentos de preços foram mais fortes e mais persistentes do que o previsto.

Os membros do Fomc observaram que a inflação estava começando a se espalhar para além dos setores afetados pela pandemia de Covid e destacaram que a corrosão do dinheiro atrapalha cada vez mais o dia a dia das pessoas.

“Os participantes reconheceram que a inflação elevada é um fardo para as famílias americanas, particularmente aquelas que são menos capazes de pagar preços mais altos por bens e serviços essenciais”, diz a ata.

Eles também enfatizaram que as leituras recentes da inflação continuaram a exceder significativamente a meta de longo prazo do Fed e que a alta dos preços persistiu por mais tempo do que o previsto, refletindo os desequilíbrios de oferta e demanda relacionados à pandemia e à reabertura da economia.

Maior inflação nos EUA em 40 anos: hora de aumentar os juros

As autoridades do Fed afirmaram que as pressões inflacionárias precisam ser controladas com o aumento da taxa de juros, mas disseram na ata do Fomc que as decisões serão tomadas “reunião por reunião”.

No final do último encontro do colegiado, Jerome Powell, presidente do Fed, destacou que o primeiro aumento deverá acontecer no próximo encontro do colegiado. “O comitê tem a intenção de aumentar a taxa dos federal funds na reunião de março, assumindo que as condições sejam apropriadas para isso”, disse Powell.

A inflação nos EUA medida pelo CPI (Índice de Preços ao Consumidor, na sigla em inglês) avançou 0,6% em janeiro na comparação com dezembro, de acordo com dados do Departamento de Trabalho divulgados na semana passada.

O núcleo do CPI, que exclui itens voláteis de alimentos e energia, também subiu 0,6% no primeiro mês do ano.

Em 12 meses, a inflação norte-americana foi de 7,5%, o maior patamar em 40 anos – a última vez que os EUA registraram uma inflação anual neste nível foi em 1982.

A alta de preços aconteceu em praticamente todos os setores da economia. Os custos de aluguel residencial, por exemplo, subiram 0,5% em janeiro, maior elevação mensal em 20 anos. 

Você precisa proteger seus investimentos da corrosão pela inflação e preservar seu patrimônio ao longo dos anos!

Em fevereiro, a Convex abre as suas assinaturas anuais para novos membros.

Garanta sua vaga, inscreva-se na lista de espera e receba informações em primeira mão: http://assinaturas.convexresearch.com.br

Receba nossa

Newsletter

Novidades e informações importantes sobre a Convex

Relacionados

Preserve o Seu Patrimônio

Seja um Assinante Convex

Entre em contato para saber mais sobre nossas soluções e ferramentas para que você se torne um investidor global.